Seis em cada dez pais chamam os filhos para jantar por mensagem em vez de falarem - Plataforma Media

Seis em cada dez pais chamam os filhos para jantar por mensagem em vez de falarem

A confiança que depositam nos filhos e a relação com as tecnologias definem a idade em que é dado um telemóvel: 10 anos. Porém, apesar do forte nível de responsabilidade sentido, 66% dos progenitores confessa que coloca controlos parentais em todos os dispositivos

pexels-andrea-piacquadio-3755620

Mais do que irem à procura dos filhos ou estarem nos mesmos espaços, 59% dos pais (quase deis em cada dez) diz escrever e enviar regularmente mensagens aos descendentes, pedindo-lhes que venham jantar. Optam por esta solução em vez de os chamarem oralmente.

A conclusão integra um estudo mais amplo sobre uso de telemóveis por parte de crianças e adolescentes e que auscultou dois mil progenitores norte-americanos.

Leia também: Pai é preso em Moçambique por tentar vender filhos albinos

A mesma investigação, em nome da empresa de wi-fi norte-americana Cricket Wireless, apurou que os dez anos são a idade média em que uma criança recebe o seu primeiro telemóvel, o que reflete uma tendência já verificada no tempo dos pais, que terão comprado a sua primeira peça tecnológica aos 11 anos.

Leia mais em: Delas
Assine nossa Newsletter