Lagarde vê cada vez menos retoma ao fundo do túnel - Plataforma Media

Lagarde vê cada vez menos retoma ao fundo do túnel

A inflação parece estar a contaminar a economia como um todo e isso levanta novos problemas e desafios, além do mais imediato que é ter o Banco Central Europeu (BCE) a subir juros para travar os preços o que começa a apanhar na curva os mais endividados: países, empresas e famílias.

A inflação na zona euro, que já vai em mais de 8% em variação anual (maio), precisa de ser detida porque é destrutiva para a economia e um imposto pesado para os mais pobres, mas pode haver um preço alto a pagar mais à frente na sequência desta luta: menos investimento, menos emprego, menos negócios a nascer, menos poder de compra (mesmo com salários a crescer) e menos crescimento.

Ontem, no primeiro dia completo do Fórum BCE, em Sintra, a presidente da instituição, Christine Lagarde, sinalizou que, de facto, se começa a ver menos retoma ao fundo deste túnel incerto que é a senda contra a inflação.

A banqueira central alertou que o choque inflacionista (agravado pelo início da guerra contra a Ucrânia) parece agora mais persistente. Há uns meses, dizia que parecia apenas temporário. Isso tem “implicações sobre o crescimento” e a guerra não parece ter fim à vista.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Related posts
Economia

Corte de 15% no consumo de gás? Bruxelas pede "cabeça fria"

Economia

Juros sobem. BCE promete proteger os fracos

EconomiaMundo

Taxas de juro negativas do BCE acabam em setembro

EconomiaMundo

Crise vai mudar profundamente as nossas economias, diz presidente do BCE

Assine nossa Newsletter