Macau e Zhuhai querem centro sinolusófono em Hengqin

Macau e Zhuhai querem centro sinolusófono em Hengqin

centro sino-lusófono Hengqin

O presidente do município de Zhuhai, Huang Zhihao, prometeu trabalhar com Macau para criar um centro científico e tecnológico sinolusófono ainda este ano. O mesmo responsável confirmou que o novo Centro de Intercâmbio em Ciência e Tecnologia e Transformação de Resultados entre a China e os Países de Língua Portuguesa estará localizado na Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin, segundo referiu o jornal local de língua chinesa Ou Mun Iat Pou.

Huang Zhihao sublinhou também que a região é uma das prioridades para o desenvolvimento de Zhuhai. De acordo com o presidente do munícipio, será promovida a criação de uma aliança para a inovação e investigação entre universidades e empresas privadas de Macau e de Zhuhai.

Leia também: Hengqin prepara base de cooperação judicial China-PLP

O anúncio foi feito na quarta-feira durante a apresentação das linhas de acção governativa para este ano no Congresso do Povo Chinês em Zhuhai, o parlamento local da cidade da província de Guangdong. Por outro lado, Huang Wei, viceministro da Ciência e Tecnologia da China já tinha salientado em junho do ano passado que a RAEM precisava de acelerar o estabelecimento do centro sinolusófono.

O responsável chinês veio ao território para uma reunião do Conselho de Cooperação de Ciência e Tecnologia entre o Interior da China e Macau. Também durante esta reunião, Tai Kin Ip, diretor dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico da região administrativa especial, apresentou um projeto de conceção preliminar para a construção do centro que terá sede em Macau.

A exploração de Hengqin pretende reforçar a integração de Macau na China e aliviar a falta de espaço e de recursos humanos disponíveis para a diversificação da economia em áreas como a saúde, finanças, tecnologia de ponta, turismo, cultura e desporto.

Leia também: Projetos firmados para impulsionar Macau em Hengqin

O parque industrial de cooperação Guangdong-Macau em Hengqin já disponibilizou terrenos para 25 projetos com um investimento acordado de 79,3 mil milhões de yuan (10,4 mil milhões de euros). Mais de 4.500 empresas de Macau já se registaram, sendo que mais de 300 estão a operar em Hengqin

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
AngolaCabo Verde

Fórum de Macau: “Uma nova página na História”

ChinaEconomia

Benefícios para empresas de Macau em Hengqin

ChinaEconomia

Empresários de Macau alertam para impasse no desenvolvimento

ChinaMacau

Leong Sun Iok quer estudo sobre falta de interesse em Hengqin

Assine nossa Newsletter