Pequim diz que boicote dos EUA aos JO tem más intenções -

Pequim diz que boicote dos EUA aos JO tem más intenções

Segundo o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, o país vai responder com “contramedidas firmes” ao boicote diplomático norte-americano aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, em 2022.

O porta-voz da diplomacia de Pequim não especificou nem forneceu mais detalhes sobre as eventuais medidas

Os Estados Unidos vão enviar atletas norte-americanos aos JO 2022, mas as delegações desportivas não vão ser acompanhadas de representantes diplomáticos.

De acordo com a Casa Branca, trata-se de uma posição contra a violação dos Direitos Humanos na República Popular da China, sobretudo na província de Xinjiang.

No passado dia 18 de novembro, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já tinha admitido que o país estava “a considerar” um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno, como forma de protesto contra a violação de direitos humanos na República Popular da China.

Associações e organizações não-governamentais há muito que instam a um boicote à competição desportiva, acusando o governo de Pequim de manter mais de um milhão de muçulmanos uígures em campos de reeducação na província de Xinjiang.

Leia mais em Jornal Notícias

Assine nossa Newsletter