Vulcão acrescentou mais de 10 hectares à ilha de La Palma -

Vulcão acrescentou mais de 10 hectares à ilha de La Palma

Desde que o fluxo de lava do Cumbre Vieja chegou ao Oceano Atlântico foram acrescentados à ilha de La Palma (Canárias) mais de 10 hectares de terreno, segundo o Instituto de Vulcanologia das Canárias (Involcan).

“A estimativa é que já ultrapasse os 10 hectares”, disse à AFP o porta-voz do Involcan, David Calvo. O responsável afirmou que o instituto irá fazer uma medição mais precisa com recurso a drones nas próximas horas.

A atividade vulcânica do Cumbre Vieja não regista, no entanto, grandes alterações desde que o rio de lava chegou ao mar.

De acordo com o último relatório de situação do Departamento de Segurança Nacional (DSN), divulgado às 07:00 horas desta quinta-feira, “desde que o fluxo de lava chegou ontem [quarta-feira] ao mar, não se registaram alterações substanciais na atividade vulcânica”.

Alguns residentes foram autorizados pelas autoridades a deslocar-se temporariamente às suas casas para recolher os seus pertences, sempre fora do perímetro de exclusão de 2,5 quilómetros.

Emissão diária de dióxido de enxofre aumentou para 10 757 toneladas

A lava mantém “um fluxo contínuo sob a forma de cascata” e na base da falésia, através da qual atinge o mar, forma-se um delta que se estende em direção ao sul da ilha.

A coluna de cinzas e gases expelida pelo vulcão atingiu os 3500 metros de altitude nas últimas horas e a emissão diária de dióxido de enxofre aumentou para 10 757 toneladas.

Desde 19 de setembro, dia em que começou a erupção vulcânica, a lava expelida pelo Cumbre Vieja cobre 338,3 hectares, incluindo a terra que ganhou ao mar, de acordo com a atualização mais recente do sistema europeu de satélites terrestres, Copernicus.

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter