Mulheres precisam fazer filhos e não ser ministras, diz líder taliban - Plataforma Media

Mulheres precisam fazer filhos e não ser ministras, diz líder taliban

Um dos porta-vozes do grupo fundamentalista islâmico Talibã, Sayed Zekrullah Hashim, voltou a atacar os direitos das mulheres durante uma entrevista à emissora afegã “ToloNews” na noite desta quinta-feira (9) e disse que elas “não podem ser ministras” porque “precisam fazer filhos”. Além disso, desdenhou dos protestos diários feitos por elas em diversas cidades do país.   

Na entrevista, o apresentador questiona Hashim sobre qual o motivo de nenhuma mulher ter sido indicada no governo provisório. Após uma discussão, com Hashim dizendo “por que nós teríamos mulheres no governo?” e o apresentador reforçando que elas representam “metade da população” do país, o representante responde de maneira misógina.   

“Nós não consideramos elas metade da população. Que metade da população? A metade aqui está mal definida. A medida aqui diz que você põe elas lá, e nada mais. E se você viola o direito dela, isso não é um problema. Vou te dar um exemplo, nos últimos 20 anos, qualquer coisa que foi dito por essa mídia, pelos EUA e seu governo de marionetes no Afeganistão não foi mais do que prostituição nos gabinetes”, disse o representante.   

Nesse momento, o apresentador interrompe o porta-voz e diz que ele não pode acusar que as mulheres que trabalharam no governo durante os últimos anos de serem prostitutas, e Hashim o corta e começa a falar sobre outro assunto, os protestos diários feitos em diversas cidades.

Leia mais em Istoé

Assine nossa Newsletter