Bolsonaro diz que não vai sancionar fundo eleitoral - Plataforma Media

Bolsonaro diz que não vai sancionar fundo eleitoral

Presidente indica veto a valor para campanhas aprovado pelo Congresso; em 2019, também sinalizou barrar, mas depois recuou.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (19) que não vai sancionar o fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões aprovado pelo Congresso Nacional na semana passada.

De acordo com o mandatário, o valor é “astronômico” e poderia ser mais bem empregado em obras de infraestrutura.

“É uma cifra enorme, que no meu entender está sendo desperdiçada, caso ela seja sancionada. Posso adiantar para você que não será sancionada”, disse o mandatário, em entrevista à TV Brasil.

Embora tenha indicado, com essa declaração, um veto ao projeto, Bolsonaro não usou essa expressão —se ele não se manifestar em 15 dias, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) entra em vigor mesmo sem aval dele, nos termos aprovados pelo Legislativo.

Eventual veto tende a provocar insatisfação do centrão, e o Congresso também pode derrubar a decisão do presidente.

No final de 2019, poucas horas depois de sinalizar que vetaria o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para 2020, Bolsonaro recuou, argumentando que poderia ser alvo de um processo de impeachment se modificasse o valor do fundo.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Related posts
BrasilPolítica

STF rebate Bolsonaro sobre combate da pandemia e diz que 'uma mentira contada mil vezes não vira verdade'

BrasilCabo Verde

PR de Cabo Verde vai encontrar-se com Bolsonaro para atrair mais investimento brasileiro

BrasilPolítica

Bolsonaro muda discurso sobre fundão eleitoral e sinaliza apoio

BrasilEntrevista

Vice da Câmara diz-se na trincheira contra Bolsonaro e que estuda aval para abrir impeachment como interino

Assine nossa Newsletter