Perdeu a guarda do filho por o deixar jogar Fortnite sem controlo - Plataforma Media

Perdeu a guarda do filho por o deixar jogar Fortnite sem controlo

O Fortnite é um videojogo que se tornou um fenómeno de popularidade e fidelidade entre jogadores de todas as idades. Em Espanha, um pai perdeu a guarda partilhada do filho porque o deixava jogar durante horas consecutivas sem controlo de tempo. Decidiu agora recorrer da decisão para o Supremo Tribunal.

Uma dependência desmedida aos videojogos e demasiadas horas a jogar o célebre Fortnite – criado em 2017 e que se tornou um sucesso. Este foi um dos argumentos para um tribunal de Pontevedra, na Galiza, dar razão à queixa apresentada pela mãe de um menor que, depois de inúmeras discussões com o ex-companheiro sobre a maneira de criar o filho que têm em comum, solicitou judicialmente a anulação da custódia partilhada. Mas o pai não aceita a decisão e avançou com um recurso no Supremo Tribunal, lê-se no “Voz da Galicia“.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter