Pandemia enviou quase metade da população ativa da UE para teletrabalho - Plataforma Media

Pandemia enviou quase metade da população ativa da UE para teletrabalho

A pandemia de covid-19 fez com que quase metade da população ativa da União Europeia (UE) estivesse em teletrabalho, total ou parcial, em julho, contra cerca de 10% antes da crise pandémica, segundo o Eurofound.

Esta nova realidade laboral, acelerada pela pandemia, vai estar em discussão na terça-feira numa conferência de alto nível sobre o futuro do trabalho intitulada “Trabalho Remoto: Desafios, Riscos e Oportunidades” realizada, por via remota, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da UE.

Os resultados mais recentes de uma pesquisa efetuada pelo Eurofound (Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho), com base em cerca de 90 mil inquéritos ‘online’ realizados em julho, mostram que quase metade (48%) dos inquiridos estava em trabalho remoto, pelo menos uma parte do tempo. Destes, mais de um terço (34%) trabalhavam exclusivamente em casa, ou seja, mais de um em cada três trabalhadores estava nesta situação.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
PortugalSociedade

Teletrabalho na Administração Pública sem impacto negativo na produtividade

EconomiaPolítica

Estado gastou 10,8 ME em equipamentos para teletrabalho na Administração Pública

PortugalSociedade

Teletrabalho até ao fim do ano, mas mudam as regras

PortugalSociedade

Desfasamento de horários de trabalho mantém-se até final do ano

Assine nossa Newsletter