Primeiro surto de covid-19 em Wuhan pode ter sido maior do que se pensava - Plataforma Media

Primeiro surto de covid-19 em Wuhan pode ter sido maior do que se pensava

Equipa da OMS que esteve na China para investigar a origem da pandemia já pediu às autoridades chinesas o acesso urgente a mais de 200 mil amostras de sangue.

Os peritos da missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) que estiveram em Wuhan, na China, para investigar a origem da pandemia de covid-19 querem ter mais dados e já pediram às autoridades chinesas o acesso urgente a mais de 200 mil amostras de sangue. Isto porque há indícios de que o surto original na cidade chinesa poderá ter sido maior do que se pensava.

Foi isso mesmo que disse o holandês Peter Ben Embarek, o investigador principal da equipa da OMS que esteve em Wuhan. Em entrevista à CNN, o especialista referiu que a missão encontrou vários sinais de uma propagação mais ampla do novo coronavírus em 2019, indicando que foi estabelecido pela primeira vez a existência de mais de uma dúzia de estirpes do SARS-CoV-2 a circular em Wuhan, já no mês de dezembro.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Sociedade

OMS registra aumento de contágios por covid-19 na Europa após semanas de queda

Sociedade

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acabe este ano

MundoSociedade

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acabe este ano

Mundo

OMS anuncia programa que indemniza pessoas vacinadas com efeitos adversos

Assine nossa Newsletter