Brasil e França devem ser "amigos" após conflito com Macron

Brasil e França devem ser “amigos” após conflito com Macron

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou na terça-feira que Brasil e França devem ser “amigos”, após a tensão mantida nos últimos meses com o homólogo francês, Emmanuel Macron, devido à política ambiental de Brasília

“Brasil e França não têm por que se distanciar. Afinal de contas, somos vizinhos. A maior fronteira da França é com o Brasil. 730 quilómetros de fronteira. Temos de ser amigos”, disse Bolsonaro durante a cerimónia de lançamento do programa “Adote um Parque”, que visa que empresas privadas contribuam com recursos para a preservação ambiental.

O líder da extrema-direita brasileira comemorou o facto de uma empresa francesa como o Carrefour ser a primeira companhia a “adotar” uma unidade de conservação ambiental na Amazónia brasileira, que tem sofrido com o aumento do desflorestação e queimadas nos últimos anos.

A crescente destruição da Amazónia tem sido questionada repetidamente por Macron, que recentemente afirmou que a soja brasileira é a base do desflorestação naquela que é a maior floresta tropical do mundo.

As críticas de Macron à política ambiental do Governo Bolsonaro geraram uma troca de acusações públicas entre os dois líderes.

Sem citar diretamente a França, o Presidente brasileiro suavizou o tom do seu discurso de terça-feira e pediu ajuda aos países que criticam o Brasil.

“O que podemos dizer a quem nos critica é o seguinte: olhem, não temos condições económicas de atender essa área. Venham ajudar-nos”, disse o chefe de Estado.

Bolsonaro comemorou o facto de uma empresa francesa ter sido a primeira a aderir ao programa lançado pelo Governo para a captação de recursos na Amazónia através de doações feitas por cidadãos ou companhias, nacionais e estrangeiras.

O Carrefour adotou uma reserva ambiental de 75.000 hectares localizada no estado de Rondônia, na fronteira com a Bolívia, pela qual se comprometeu a investir 3,7 milhões de reais (cerca de 570 mil euros).

A primeira fase do programa concentra-se num total de 132 unidades de conservação, que ocupam 15% do bioma, o equivalente a cerca de 63,3 milhões de hectares.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta, com cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (pertencente à França).

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
ChinaMundo

Presidentes da França e China conversam sobre economia e Mianmar mas não citam uigures

CulturaMundo

Teatro de Maria Antonieta aproveita confinamento para obras

MundoPolítica

Jihadista que teve asilo em Portugal condenado a 30 anos de prisão em França

EconomiaPortugal

Reino Unido, Espanha, França e Itália compram mais de metade da nova dívida portuguesa

Assine nossa Newsletter