Solteiros correm maior risco de depressão - Plataforma Media

Solteiros correm maior risco de depressão

Um estudo sobre o impacto da pandemia em Macau concluiu que os solteiros têm mais probabilidades de sofrer de depressão, de ansiedade e insónia. Os resultados foram anunciados na sexta-feira pelos investigadores em conferência de imprensa

No mesmo estudo, aponta-se um maior risco de sofrer de ansiedade e insónia nas mulheres, um resultado que coincide com estudos anteriores no sudeste asiático sobre a população mais propensa à depressão, devido a factores biológicos e de contexto social, explicaram.

Os investigadores da Universidade de Macau “descobriram que os participantes [no estudo] que não estavam preocupados com a informação sobre a epidemia, ou tiveram grandes perdas económicas devido à epidemia, bem como aqueles que eram solteiros ou sentiam que a epidemia tinha um grande impacto na sua vida diária, tinham mais probabilidades de sofrer de sintomas de depressão, ansiedade e/ou insónia”, salientaram.

A investigação abrangeu 1.005 residentes de Macau e decorreu entre Agosto e Outubro de 2020. Os resultados indicaram que “70,1 por cento relatou que a epidemia teve um impacto moderado a severo nas suas vidas diárias, e 7,7 por cento sofreu grandes perdas económicas”.

Leia mais em Hoje Macau

Artigos relacionados
MundoSociedade

Amplo estudo confirma eficácia de 94% da vacina da Pfizer contra a covid

MundoSociedade

Humidade produzida pelas máscaras pode reduzir gravidade da covid-19, diz estudo

MundoSociedade

Covid-19: Dois medicamentos combinados reduzem em 50% as mortes nos casos mais graves

FuturoMundo

Cientistas descobrem potencial tratamento antiviral "altamente eficaz"

Assine nossa Newsletter