Vaticano abre museus após 88 dias encerrados - Plataforma Media

Vaticano abre museus após 88 dias encerrados

Os museus do Vaticano, que incluem a famosa Capela Sistina, anunciaram hoje a reabertura a partir de segunda-feira, depois de terem estado fechados durante 88 dias devido às restrições relacionadas com a pandemia de covid-19

Este é o encerramento mais longo desde a Segunda Guerra Mundial, refere o Vaticano em comunicado.

As coleções poderão ser vistas pelos visitantes de segunda-feira até sexta-feira, mas será necessário reservar os bilhetes com antecedência.

Além disso, vão ser atribuídos horários para as entradas dos visitantes dos museus do Vaticano, lê-se na nota divulgada.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.206.873 mortos resultantes de mais de 102 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 11.608 pessoas dos 685.383 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Artigos relacionados
EconomiaMundo

Pandemia, políticas e apoios ditam recuperação em África

BrasilSociedade

Covid-19: Instituto brasileiro quer testar em humanos soro feito de plasma de cavalos

MundoSociedade

Covid-19 matou 17 mil profissionais de saúde em 2020

PortugalSociedade

Pandemia afetou deteção e tratamento de cancro em crianças

Assine nossa Newsletter