Novos máximos da pandemia em Portugal: 303 óbitos e 16432 casos - Plataforma Media

Novos máximos da pandemia em Portugal: 303 óbitos e 16432 casos

A DGS indica que há menos 38 pessoas internadas em enfermaria, enquanto nos cuidados intensivos estão agora 782, menos um doente que no dia anterior

As últimas 24 horas em Portugal foram as piores desde o início da pandemia, uma vez que pela primeira vez foi ultrapassada a barreira das três centenas de óbitos, atingindo os 303 doentes que morreram por covid-19.

Os dados do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira (28 de janeiro) mostram ainda que, pela primeira vez, foi ultrapassada a barreira das 16 mil novas infeções num só dia, tendo totalizado 16 432 casos positivos.

O boletim mostra entretanto que houve um ligeiro alívio na pressão sobre os hospitais, uma vez que 38 pessoas receberam alta, enquanto há menos uma nas unidades de cuidados intensivos. Contudo, o número de pessoas a necessitarem de cuidados nos serviços de saúde é ainda muito elevado, pois encontram-se 6565 doentes internados, enquanto 782 estão em cuidados intensivos.

Foram ainda dados como recuperados da doença 8946 pessoas, ainda assim menos 322 do que aqueles que receberam alta médica dia anterior. Portugal tem agora 223 150 contactos em vigilância, mais 2894 do que os registados no boletim anterior.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Governo português admite transferir doentes para outros países

PortugalSociedade

Mais 252 mortes e 6923 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Assine nossa Newsletter