Kobe e Maradona deixam lágrimas e legado de genialidade em ano de despedidas - Plataforma Media

Kobe e Maradona deixam lágrimas e legado de genialidade em ano de despedidas

Astro do basquete e lenda do futebol morreram em 2020 de tristeza também no desporto.

Kobe Bryant inspirou uma legião de fãs por sua devoção maníaca ao basquete. Quase nada estava fora do alcance do norte-americano, que treinava obsessivamente e era capaz de pontuar até sem tendão de Aquiles.

Diego Maradona, por sua vez, jogava futebol sorrindo. Era com a alegria de um menino que o argentino batia na bola, encantador nas situações de mais alta pressão ou em um simples aquecimento.

No triste 2020 que também atingiu o esporte, sem torcida e sem alma na pandemia de Covid-19, as lágrimas rolaram na despedida das duas lendas. Kobe morreu em janeiro, aos 41 anos, em um acidente de helicópteroMaradona partiu em novembro, aos 60, por problemas cardíacos e pulmonares.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Artigos relacionados
Desporto

Nova autópsia ao corpo de Maradona deteta vestígios de psicofármacos

DesportoMundo

O detetive que valeu um desconto de milhões entre o Sevilha e Maradona

Desporto

Os "tesouros ocultos" de Maradona que chegaram do Dubai num contentor

BrasilDesporto

Pelé faz declaração de amor a Maradona

Assine nossa Newsletter