Shenzhen aposta no uso da bicicleta - Plataforma Media

Shenzhen aposta no uso da bicicleta

A autoridade de transportes de Shenzhen está apostada em melhorar a qualidade dos serviços de transporte lentos na cidade, incluindo as bicicletas.

Segundo a estratégia e plano a curto prazo de transformação da cidade numa pioneira na área dos transportes serão construídas seis ciclovias expresso e 12 ciclovias tradicionais. Entre 2017 e 2019 foram construídos um total de 808 quilómetros em ciclovias e este ano espera-se que sejam completados mais 300 quilómetros. 

O Departamento Municipal de Transportes de Shenzhen publicou este ano o “Plano de Desenvolvimento da Bicicleta como Meio de Transporte (2021-2035)”, onde se define que este representa uma parte importante do sistema de transportes, juntamente com outros meios mais comuns, e onde são anunciadas cinco estratégias de desenvolvimento, como “construção de rede, estacionamento, maior segurança, promoção de uso de bicicletas e coordenação política”. Ao todo, um total de 38 políticas foram criadas para promover o desenvolvimento saudável de bicicletas em Shenzhen. 

O Departamento está a trabalhar no “Sistema de criação de uma rede e execução de um plano piloto para transportes lentos em Shenzhen”, com 6 ciclovias expresso e 12 ciclovias tradicionais. Será promovida ainda a transição desde veículos motorizados de média distância para bicicletas, a popularização de atividades de lazer e fitness com estes meios de transporte e um desenvolvimento da qualidade dos transportes lentos e de urbanização sustentável. 

Ao longo dos últimos anos Shenzhen tem regularmente posto em prática projetos de construção para meios de transporte lentos, com a criação anual, em média, de cerca de 300 quilómetros de vias para veículos não motorizados. 

Em resposta à preocupação do público sobre a construção de estacionamento destes veículos de duas rodas, o Departamento esclarece que as “normas para construção de estacionamento para bicicletas em Shenzhen (execução provisória) ” foram publicadas no início de 2017, tendo toda a construção destes espaços seguido as mesmas orientações. Até à data estão criados, no total, 30 mil lugares de estacionamento. 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
ChinaEconomia

Ho Iat Seng diz que Shenzhen deve aproveitar Macau para explorar mercados lusófonos

ChinaHong Kong

Eurodeputada socialista Isabel Santos quer visitar Tsz Lun Kok em Shenzhen

PortugalSociedade

Liderança de Portugal na produção de bicicletas em destaque no "Le Monde"

ChinaPlataforma Grande Baía

Shenzhen tem primeira lei de insolvência individual chinesa

Assine nossa Newsletter