Literatura não deve ser didática, diz moçambicana Isabela Figueiredo no Fronteiras - Plataforma Media

Literatura não deve ser didática, diz moçambicana Isabela Figueiredo no Fronteiras

Autora discutiu efeitos do colonialismo e defendeu equilíbrio entre humanidade e natureza em palestra errática

“Quando eu escrevo, não tenho uma intenção didática. Não vejo a literatura como um livro escolar.”

A escritora abriu sua conferência no ciclo Fronteiras do Pensamento, que aconteceu virtualmente na noite desta quarta, com uma defesa de que o livro é uma construção conjunta entre escritor e leitor. “Eu preciso dos outros para construir arte. Não sei se seria capaz de fazer arte se estivesse fechada numa gruta.”

Leia mais em Folha de S.Paulo.

Related posts
BrasilCultura

Academia Brasileira de Letras elege romancista José Paulo Cavalcanti

CulturaPortugal

Marcelo condecora postumamente Saramago com o grande-colar da Ordem de Camões

CulturaMacau

“De Portugal a Macau – A viagem do Pátria” com edição bilingue

CulturaMoçambique

Moçambicana Paulina Chiziane vence Prémio Camões

Assine nossa Newsletter