Cabo Delgado: Deslocados pedem armas para combater terroristas - Plataforma Media

Cabo Delgado: Deslocados pedem armas para combater terroristas

Durante a visita de dois dias do primeiro-ministro Carlos Agostinho Rosário aos centros de reassentamento dos distritos de Ancuabe e Metuge, em Cabo Delgado, o político foi confrontado com um pedido dos deslocados.

Os deslocados do conflito de Cabo Delgado pediram armas a Carlos Agostinho Rosário, para que eles próprios possam ajudar na luta contra o terrorismo na província.

O primeiro-ministro reconheceu que o envolvimento de todos os moçambicanos na luta contra o terrorismo em Cabo Delgado é necessário, mas que cada um tem o seu papel.

De acordo com as vítimas, esta não é a primeira vez que fazem o pedido a um governante, mas a orientação tem sido sempre para aguardar.

“As armas de fogo devem estar com quem deve estar. Com as Forças de Defesa e Segurança e com as pessoas que elas confiam”, explicou o Primeiro-Ministro durante a reunião do Conselho dos Serviços Provinciais de Representação do Estado. O político considera que entregar armas à população aumenta “o risco de se perder o controlo da situação”.

No âmbito do reassentamento dos deslocados, Carlos Agostinho Rosário levanta outra preocupação. “Não queremos que se criem aglomerados de pessoas. Queremos um reassentamento na perspetiva de desenvolvimento. A população vai requerer escolas, postos de saúde, água, arruamentos, postos de policiamento e tudo aquilo que” é indicativo de “desenvolvimento”, disse, sem deixar de reconhecer as limitações financeiras do país.

“Pedimos a todos parceiros que ajudem ao Governo na criação de condições básicas para a população de modo que tenha uma boa vida nos locais de reassentamento”, afirmou o governante na reunião do Comité Operativo de Emergência da província.

O primeiro-ministro visitou os centros de reassentamento de Nanjua, no distrito de Ancuabe, que alberga cerca de 500 famílias; e o de Ngalane, em Metuge, com cerca de cinco mil pessoas.

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
MoçambiquePolítica

Cabo Delgado: Insurgentes são afiliados do Estado Islâmico, garantem os EUA

MoçambiqueSociedade

Cabo Delgado: Governo atualiza número total de deslocados

MoçambiqueSociedade

Moçambique: Rebeldes disparam a matar em Mute, próximo do megaprojeto de gás

MoçambiqueSociedade

Moçambique: EUA querem ser parceiro preferido para derrotar rebeldes

Assine nossa Newsletter