Jill Biden pode tornar-se na única primeira-dama a manter emprego fora da Casa Branca - Plataforma Media

Jill Biden pode tornar-se na única primeira-dama a manter emprego fora da Casa Branca

A futura primeira-dama dos Estados Unidos da América, Jill Biden, planeia manter o emprego como professora de Inglês, ao mesmo tempo que cumpre os deveres do novo papel, enquanto mulher do presidente eleito, Joe Biden. A concretizar-se, será a primeira vez na história do país que uma primeira-dama continua a exercer a sua profissão, fora da Casa Branca.

No seu primeiro discurso, após o anúncio da vitória destas eleições presidenciais, este sábado, Joe Biden deixava antever o cenário, ao falar da mulher sem revelar detalhes. “Para os educadores americanos, este é um grande dia para vocês. Vão ter uma de vós na Casa Branca. E a Jill vai ser uma excelente primeira-dama. Estou tão orgulhoso dela”, afirmou o eleito 46º presidente dos EUA.

Jill Tracy Biden, de 69 anos, é professora universitária no “Northern Virginia Community College” desde 2009 e continuou a lecionar durante os dois mandatos em que o marido foi o vice-presidente de Barack Obama. Já na altura, acumulou o trabalho com as funções de segunda-dama, rompendo os cânones. Tem dois mestrados e um doutoramento, nas áreas da Educação e do Inglês.

Ainda em agosto passado, numa entrevista à “CBS”, Jill Biden dizia que “adoraria” continuar a ensinar se se tornasse primeira-dama. “Se chegarmos à Casa Branca, vou continuar a dar aulas. Quero que as pessoas valorizem os professores”. “Ensinar não é o que eu faço. É quem eu sou”, escrevia ainda, em meados do mesmo mês, no Twitter.

Desde o nascimento da filha, Ashley, em 1981, que Jill Biden não interrompia a sua carreira, fazendo-o agora nos últimos tempos, durante a campanha para eleições presidenciais, para apoiar a candidatura do marido. Ao chegar à Casa Branca em janeiro próximo, considera ser tempo de regressar ao ensino.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
MundoPolítica

Declínio de Trump ilustrado em imagem entre sex shop e crematório

Eleitos

Um mundo que não espera por Joe Biden

MundoPolítica

Entrincheirado na Casa Branca, Trump reivindica vitória e bloqueia transição de Biden

Assine nossa Newsletter