Início » “O coronavírus não existe”. Em Cabinda poucos acreditam na existência da doença

“O coronavírus não existe”. Em Cabinda poucos acreditam na existência da doença

Cidadãos de Cabinda duvidam da existência de casos positivos da covid-19 na região, onde 250 pessoas já foram infectadas e uma morreu vítima da pandemia.

À reportagem do Jornal de Angola, os cidadãos justificam a sua posição com o facto de os casos positivos não serem apresentados publicamente, no sentido de despertar a sociedade sobre os perigos da doença.

Por isso, em determinados bairros, mercados, escolas, instituições bancárias e bares é visível o ajuntamento de pessoas sem máscaras e, muito menos, preocupadas com a lavagem das mãos com água e sabão e a higienização com álcool em gel.

Os casos mais evidentes de incumprimento das medidas de biossegurança são visíveis nos dois principais mercados da cidade de Cabinda, nomeadamente, São Pedro e Cabassango, onde facilmente se observa a falta de distanciamento físico, inexistência de recipientes adaptados com torneiras com água para a higienização das mãos, vendedores sem máscaras ou usando de forma incorrecta.

Na Praia dos Pescadores, na Baixa de Cabinda, é um autêntico “Deus nos acuda”. O local serve de principal centro de venda de peixe e atracagem de embarcações provenientes da vila petrolífera do Soyo, com mercadorias diversas, pessoas e pescado, tornando-o no epicentro de contágio da Covid-19.

Alunos do ensino secundário e estudantes universitários apenas fazem o uso da máscara no recinto escolar. Quando estão na via pública a retiram sob pretexto de que dificulta a respiração.       

Para Maria Sambo, 18 anos, o novo coronavírus não existe e considera duvidosos os números de casos na província de Cabinda. Segundo ela, a Secretaria Provincial da Saúde devia expor publicamente as pessoas infectadas pela Covid-19.

“O novo coronavírus não existe, porque não há provas. As pessoas não estão a ver ou a constatar os doentes infectados com o vírus. Penso que o Ministério da Saúde deve mostrar os doentes infectados, só assim a população estará convicta que o novo coronavírus realmente existe”, defendeu.

Leia mais em Jornal de Angola

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!