Cordoaria Nacional em Lisboa recebe exposição inédita de AI Weiwei - Plataforma Media

Cordoaria Nacional em Lisboa recebe exposição inédita de AI Weiwei

Ai Weiwei é reconhecido pelo seu ativismo político – é uma voz crítica do regime chinês – e por ligar a arte a questões sociais e dos direitos humanos.

Ai Weiwei, artista contemporâneo e ativista chinês, vem pela primeira vez a Portugal com uma exposição inédita. “Rapture”, o nome da mostra, estreia-se na Cordoaria Nacional a partir de 4 de junho de 2021.

Eleito o artista mais popular do mundo em 2020 pelo The Art Newspaper, é mundialmente reconhecido pelo seu ativismo político – é uma voz crítica do regime chinês – e por ligar a arte a questões sociais e dos direitos humanos.

Com curadoria do brasileiro Marcello Dantas, a exposição apresentará alguns dos trabalhos mais icónicos do artista, assim como obras originais produzidas em Portugal que exploram técnicas tradicionais revisitadas.

De acordo com nota enviada aos meios de comunicação, a palavra Rapture, em inglês, poderá ter várias leituras: “O momento transcendente que conecta a dimensão terrena e a dimensão espiritual; o sequestro dos direitos e liberdades de cada um” ou ainda “a ligação entre o entusiasmo sensorial com o êxtase”.

Leia mais em Diário de Notícias

Artigos relacionados
ChinaEconomia

Zaojiu inaugura centro de pesquisa em Yangpu

CulturaMundo

Documentário "Photographer of War" com o fotojornalista Jan Grarup disponível online

ChinaCultura

Filme de Ai Weiwei mostra como a China controlou lágrimas na pandemia

Cultura

Livro proibido em Hong Kong publicado em Portugal

Assine nossa Newsletter