Kitata vence maratona de Londres e Kipchoge sofre primeira derrota em sete anos

Kitata vence maratona de Londres e Kipchoge sofre primeira derrota em sete anos

A maratona de Londres teve resultado incrível neste domingo, conquistada pelo etíope Shura Kitata que correu em 2 horas, 5 minutos e 41 segundos, após protagonizar uma aceleração a que o favorito queniano Eliud Kipchoge (8º) não conseguiu responder, sofrendo sua primeira derrota em sete anos. 

O detentor do recorde mundial desacelerou no quilómetro 38 e terminou 1 minuto e 8 segundos atrás do vencedor. 

A 40ª edição da Maratona de Londres, em meio à crise sanitária, havia sido adiada de abril para outubro e foi realizada sem a presença do público em um circuito de 2,15 km. 

Um pelotão de nove corredores se manteve na liderança por muito tempo até que Kipchoge, vencedor da prova em quatro ocasiões, perdeu o ritmo para a surpresa geral após uma aceleração de Kitata.

O outro grande favorito da corrida, o etíope Kenenisa Bekele, segundo melhor atleta da história na distância, anunciou na sexta-feira que não iria participar por ter sofrido uma lesão na panturrilha esquerda. 

A maratona, realizada na chuva e no frio (cerca de 10 graus centígrados), se tornou frenética em seus últimos hectômetros, onde três corredores disputaram a vitória em um sprint espetacular: Kitata, o queniano Vincent Kipchumba e o também etíope Sisay Lemma. 

O vencedor acabou sendo Shura Kitata, que aos 24 anos conquista sua primeira grande vitória após conseguir vários bons resultados (2º em Londres e Nova York em 2018, 4º em Londres e 5º em Nova York em 2019).

Este artigo está disponível em: English

Related posts
DesportoGuiné-Bissau

Guiné-Bissau: Atleta "parte pedra" para sobreviver

DesportoPortugal

Mais nove medalhas nos europeus de atletismo para deficiência intelectual

DesportoPortugal

Trio de campeões da Europa de atletismo regressou a Portugal

DesportoPortugal

Leandro Ramos bateu o recorde de Portugal no dardo

Assine nossa Newsletter