Agostinho Neto, história de heroísmo e bravura - Plataforma Media

Agostinho Neto, história de heroísmo e bravura

Quando, em 1980, a Assembleia do Povo decide instituir o Dia do Herói Nacional o objectivo era claro: reconhecer o contributo do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, na luta armada contra o colonialismo português e na conquista da Independência Nacional.

40 anos depois, e perto de o país assinalar os 45 anos da “Dipanda”, o “Dia do Fundador da Nação e do Herói nacional” transcende a figura do nacionalista que nasceu a 17 de Setembro de 1922 e aproxima-se do centenário, em 2022: a vida e obra do médico, político e poeta, com todas as controvérsias do seu percurso, é, acima de tudo, pilar fundamental da nossa memória colectiva.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter