Quase 20% da população da província de Benguela não sabe ler nem escrever - Plataforma Media

Quase 20% da população da província de Benguela não sabe ler nem escrever

210 mil cidadãos em Benguela, dos 15 anos em diante, continuam sem saber ler nem escrever, representando cerca de 19 por cento da população da província, estimada em 2.231.385 milhões

Os dados foram revelados pela vice-governadora para o sector Político, Social e Económico, Deolinda Valiangula. Segundo a vice-governadora, a ideia é reduzir, até 2022, a taxa de analfabetismo para 17,2 por cento e o índice de alunos com atraso escolar para 17,6 por cento. De acordo com a responsável, que falava por ocasião do Dia Internacional da Alfabetização assinalado a 8 de Setembro, o Ministério da Educação, através da Direcção Nacional da Educação de Adultos prevê, nos próximos dias, proceder ao lançamento do projecto “Iniciativa família sem analfabetismo”.

O projecto, prosseguiu, visa dar resposta às necessidades das famílias em relação à educação de jovens e adultos, face ao confinamento social imposto pela Covid-19. A vice-governadora lembrou que para dinamizar o processo de alfabetização, o Executivo, através do Decreto Presidencial 257/19, de 12 de Agosto, aprovou o Plano de Acção para a Intensificação da Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos em Angola (EJA 2019-2022).

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
AngolaTransportes

Empresa chinesa na corrida à concessão do caminho-de-ferro de Benguela

AngolaEconomia

PGR apreende 80 casas adquiridas ilegalmente em centralidades de Benguela

AngolaSociedade

Denúncias da existência de máfia no setor de seguros em Angola

AngolaSociedade

Centro de Segurança Pública financiado pela China foi inaugurado em Benguela

Assine nossa Newsletter