Total vai alimentar Forças de Defesa moçambicanas em Cabo Delgado

Multinacional francesa Total vai alimentar Forças de Defesa moçambicanas em Cabo Delgado

As Forças de Defesa e Segurança moçambicanas (FDS) presentes em Cabo Delgado vão ser alimentadas pela multinacional francesa Total. A informação é do jornal A Carta.

A escassez de alimentos para estas forças de intervenção tem sido salientada pelos próprios combatentes. Contudo, agora parece haver já um acordo entre o governo e a Total, sendo que a empresa estará já a receber propostas de fornecedores.

“A Total vai financiar, numa primeira fase, toda a comida para as bases militares de Afungi, nomeadamente a “JFT main base”, a base da UIR (Unidade de Intervenção Rápida) e mais 5 bases de patrulha na região. Numa segunda fase, o fornecimento de “catering” aos militares que combatem a “insurgência” vai abranger as bases militares de Macomia, Mocímboa da Praia e Mueda”, lê-se na notícia.

Refira-se que já vários combatentes das Forças de Defesa e Segurança juntaram-se aos insurgentes no norte de Moçambique por falta de condições. Assim, o governo, juntamente com a Total, tenta evitar mais deserções.

Artigos relacionados
MoçambiqueMundo

Exclusivo Plataforma: Em Cabo Delgado "não há diálogo com os terroristas"

MoçambiquePolítica

Governo moçambicano quer construir 100 novas aldeias para deslocados de Cabo Delgado

MoçambiquePolítica

Cabo Delgado: Novas certidões de nascimento para quem perdeu tudo

MoçambiqueSociedade

ONG moçambicana cria Centro da Juventude em Cabo Delgado

Assine nossa Newsletter