Médico angolano apanhado pela polícia sem máscara na rua morre na esquadra - Plataforma Media

Médico angolano apanhado pela polícia sem máscara na rua morre na esquadra

O Ministério do Interior de Angola confirmou a morte de um médico angolano, conduzido pela polícia a uma esquadra, em Luanda, por supostamente circular na via pública sem máscara, obrigatória devido à covid-19

Em comunicado de imprensa, o ministério refere que o incidente ocorreu na terça-feira, e após dirigir-se à esquadra dos Catotes, no Rocha Pinto, foram explicados ao médico os moldes de pagamento da coima e não tendo um terminal de multibanco nos arredores, telefonou a um familiar próximo para proceder ao pagamento.

A nota adianta que “minutos depois, apresentou sinais de fadiga e começou a desfalecer, tendo tido uma queda aparatosa, o que provocou ferimentos ligeiros na região da cabeça”.

“Devido ao seu estado grave, foi levado para o Hospital do Prenda e no trajeto acabou por perecer”, sublinha-se no documento, acrescentando-se que o Serviço de Investigação Criminal interveio, levando a vítima para a morgue do Hospital Josina Machel.

Leia mais em Diário de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
PortugalSociedade

Portugal regista o maior número de infeções da semana

PolíticaPortugal

Governo prevê 3,6 milhões de pessoas vacinadas contra a covid no primeiro semestre

ChinaFuturo

China terá 600 milhões de doses de vacinas "prontas para usar ainda este ano"

PolíticaPortugal

Marcelo anuncia estado de emergência até 7 de janeiro para preparar festas

Assine nossa Newsletter