China aprova o uso de emergência de vacinas Covid-19

China aprova o uso de emergência de vacinas Covid-19

Uma autoridade de saúde chinesa confirmou, no sábado, que o país autorizou o uso de emergência das vacinas Covid-19 desenvolvidas por algumas empresas nacionais selecionadas a 22 de julho.

“Elaborámos uma série de planos, incluindo formulários de consentimento médico, planos de monitorização de efeitos colaterais, planos de resgate e planos de compensação, para garantir que o uso de emergência seja bem regulado e monitorado”, disse Zheng Zhongwei, chefe da task force para o desenvolvimento de vacinas contra o coronavírus da China, à emissora CCTV.

Uma autorização para o uso de emergência, baseada na lei chinesa de gestão de vacinas, permite que as vacinas candidatas não aprovadas sejam usadas entre pessoas com alto risco de infecção por um período limitado.

Ao vacinar primeiro os grupos especiais, como trabalhadores médicos da linha de frente e funcionários públicos, o movimento é garantir que uma cidade possa manter as funções normais quando uma crise de saúde ocorrer, afirma a lei.

Leia mais em inglês em Shanghai Daily

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
Lifestyle

Gibraltar, o ninho de amor onde os estrangeiros se casam na pandemia

PolíticaPortugal

António Costa rejeita colocar idosos fora do acesso prioritário às vacinas

Primeira-ministra da Dinamarca chora e pede desculpa pela gestão da crise dos visons

PortugalSociedade

Portugal com novo máximo em UCI. Mais 67 mortes e 5444 novos casos de Covid-19

Assine nossa Newsletter