Justiça angolana faz buscas e apreensões nas catedrais da IURD - Plataforma Media

Justiça apreendeu imóveis de catedrais da IURD em Angola

A Procuradoria Geral da República (PGR) angolana apreendeu imóveis das catedrais do Alvalade, Maculusso, Morro Bento, Patriota, Benfica, Cazenga e Viana, da Igreja Universal do Reino de Deus

Um comunicado de imprensa da Procuradoria-Geral da República (PGR), a que o jornal angolano O País teve acesso, informa que o Serviço de Investigação Criminal, a pedido da PGR, executou apreensões de imóveis em vários templos da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola. A saber, nas catedrais do Alvalade, Maculusso, Morro Bento, Patriota, Benfica Cazenga e Viana.

Em causa estão os crimes de associação criminosa, fraude fiscal, exportação ilícita de capitais, abuso de confiança, entre outros crimes.

Segundo o comunicado, foi instituído fiel depositário dos imóveis apreendidos o Instituto Nacional de Assuntos Religiosos.

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) nos últimos tempos vê-se a braços com uma crise entre uma parte que reconhece a liderança brasileira e um grupo de reformistas angolanos que, recentemente, foi reconhecido para gerir os activos da igreja em Angola.

Antes desta apreensão, a direcção da Igreja Universal em Angola já se via impedida de movimentar as contas que possui em alguns bancos comerciais.

Leia mais em O País

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter