Hong Kong abre hospital improvisado para pacientes com COVID-19 - Plataforma Media

Hong Kong abre hospital improvisado para pacientes com COVID-19

Hong Kong abriu um hospital de campanha temporário com 500 camas no sábado, para abrigar pacientes estáveis ​​com COVID-19 enquanto a cidade enfrenta uma nova onda de infecções por vírus.

O centro financeiro havia sido um dos principais responsáveis ​​por combater o coronavírus, com transmissões locais praticamente terminadas no início do verão.

Mas desde julho que o vírus voltou, com alguns casos trazidos pelas dezenas de milhares de pessoas que estavam isentas de uma quarentena obrigatória imposta à maioria das chegadas.

A abertura do hospital ocorre um dia depois da Chefe do Executivo, Carrie Lam, anunciar o adiamento das próximas eleições legislativas por um ano, dizendo que a decisão era puramente proteger a saúde pública e que “não tinha nada a ver com política”.

Mais de 2.000 novas infecções foram detectadas desde o início de julho – 60% do total desde que o vírus chegou à cidade no final de janeiro.

O novo hospital improvisado, instalado no centro de exposições AsiaWorld-Expo da cidade, perto do aeroporto, receberá pacientes COVID-19 com idades entre 18 e 60 anos.

“O nosso objetivo é triar os pacientes da comunidade e fornecer tratamento adequado e hospitalização”, disse o médico Larry Lee, da Autoridade do Hospital, acrescentando que cerca de 20 a 30 pacientes devem ser admitidos no primeiro dia.

Lee disse que os pacientes que chegarem passarão por raios-X, além de exames de sangue, saliva e coração. Se for considerado instável, os pacientes serão enviados aos hospitais, enquanto os estáveis ​​receberão tratamento e serão submetidos a observação médica na unidade.

A cidade registou 125 novos casos no sábado, o 11º dia consecutivo acima de 100, com um número total de infecções a aumentar para 3.396. O número de mortos aumentou de sete para 31 desde julho.

A China ofereceu-se para enviar para a cidade a equipa de testes do continente para realizar “testes de ácido nucleico em larga escala”.

A Comissão Nacional de Saúde da China disse em comunicado que montou uma equipa composta por 60 funcionários de laboratórios clínicos e que uma “unidade avançada” chegará à cidade no domingo.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Related posts
Hong KongSociedade

Hong Kong pode ficar em confinamento até 2024

MundoSociedade

Risco da variante Ómicron continua muito alto, diz OMS

ChinaDesporto

COI confirma 72 casos relacionados com Jogos Olímpicos de Inverno

AngolaBrasil

Pandemia agradece aos individualismos

Assine nossa Newsletter