Negócio Jorge Jesus poderá passar os 35 milhões - Plataforma Media

Negócio Jorge Jesus poderá passar os 35 milhões

Ainda decorrem as conversas entre o emissário do Benfica e o Flamengo, para que seja possível o regresso de Jorge Jesus a Portugal. Contudo, os encarnados já fizeram as contas e a contratação do treinador português custará mais de 35 milhões.

Como o Plataforma revelou em primeira-mão, há já um entendimento entre o Benfica e Jorge Jesus, sendo mesmo possível que o técnico viaje para Portugal até final da semana, dependendo do jogo de amanhã com o Fluminense, a contar para a Taça Rio. Caso vença, então poderá voltar de imediato, caso contrário terá ainda de disputar mais dois jogos com o Flamengo.

A sua viagem, contudo, também está dependente do entendimento entre Benfica e Fla. As primeiras conversas já decorreram, continuarão durante o dia de hoje, mas – até porque já têm o sim do treinador -, Luís Filipe Vieira também já começou a fazer contas aos custos de contratação de Jorge Jesus.

A ideia de Luís Filipe Vieira é dar um contrato de longa duração ao treinador, de três ou quatro anos. O vencimento que o presidente quer oferecer é o mesmo que este aufere no Flamengo, de quatro milhões de euros livres de impostos. Em Portugal para que o técnico leve para casa esse valor, o clube terá de pagar outros tantos em impostos. Feitas as contas, se o contrato for de quatro anos, o Benfica terá de suportar 32 milhões só em salários de Jorge Jesus.

Olhando a estes valores totais, o que o Benfica terá de pagar ao Flamengo parecem cêntimos. Quando Jorge Jesus renovou com o Fla, no início de junho, recebeu um bónus de um milhão de euros e ficou estipulado entre as partes que essa verba teria de reverter novamente para o clube caso o técnico português saísse antes do final de contrato, em junho de 2021. Assim sendo, um milhão de euros é a ‘cláusula’ prevista para que o treinador saia para o Benfica.

Somando, um contrato de quatro anos mais a multa de rescisão, chegamos aos 33 milhões. Há depois os prémios de ‘produtividade’. Se Jorge Jesus alcançar os tão desejados títulos terá direito a mais alguns milhões. Olhando ao que o Benfica costuma pagar, um milhão pelo título, e a um contrato mais longo, o tal de quatro anos, os tais 35 milhões serão facilmente ultrapassados.

“Clube especial”

Mas esta cláusula não é igual para todos os clubes. Há outra com um valor maior. Contudo, quando Jorge Jesus renovou também deixou ficar no seu contrato uma alínea que lhe permitiria sair pelo tal milhão de euros para “clubes especiais”, sendo que os mesmos estão registados nesse vínculo assinado em junho. E um deles é o Benfica.

Jorge Jesus nunca escondeu o desejo de voltar à Europa e daí decidiu incluir esta cláusula. O Flamengo também a entendeu, até porque o técnico venceu tudo o que tinha para vencer na última temporada. Ou melhor, faltou-lhe apenas um título, o Mundial de Clubes.

E foi também devido a esse que decidiu continuar. O objetivo era novamente o Brasileirão e a Taça Libertadores, mas a Jorge Jesus ficou o amargo de boca pela derrota na final do Mundial, diante do Liverpool, tal como lhe tinha ficado em 2012 e 2013 quando perdeu duas finais da Liga Europa ao serviço do Benfica.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
DesportoPortugal

Grimaldo na lista da Juventus

DesportoPortugal

Benfica faz história e está na champions de basquetebol

DesportoPortugal

Manchester United pensa em Gonçalo Ramos para janeiro

DesportoPortugal

Na Europa dos 15 só o Benfica e o Real Madrid estão imaculados

Assine nossa Newsletter