Início Sociedade Cabo Verde já investiu 1,1 ME em 39 mil testes rápidos e de virologia

Cabo Verde já investiu 1,1 ME em 39 mil testes rápidos e de virologia

Lusa

 Cabo Verde já investiu 1,1 milhões de euros em 39 mil testes rápidos e de virologia realizados até agora, que totalizaram 999 casos positivos do novo coronavírus, foi hoje anunciado.

Os dados foram avançados em conferência de imprensa, na cidade da Praia, ilha de Santiago, pelo diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças, Jorge Noel Barreto, indicando que o país já realizou cerca de nove mil testes de virologia (PCR) e 30 mil testes rápidos de pesquisa de anticorpos.

Cabo Verde começou a fazer testes de diagnóstico à covid-19 no Instituto Ricardo Jorge, em Portugal, mas desde 14 de março que realiza testes no laboratório de virologia do Instituto Nacional de Saúde Pública, instalado no Hospital Agostinho Neto, na Praia, e desde 05 de junho também na ilha de São Vicente.

Já os testes rápidos de pesquisa de anticorpos estão a ser feitos em todas as ilhas e só os casos positivos são depois analisados nos laboratórios centrais de virologia.

Segundo Jorge Barreto, cada teste de diagnóstico da covid-19 custa 11 mil escudos (99 euros), enquanto cada teste rápido de pesquisa de anticorpos custa mil escudos (nove euros).

Feitas as contas, o país já investiu 129 milhões de escudos (1,169 milhões de euros) no total de testes até agora realizados em todo o país.

Além dos testes, o diretor sublinhou que se somam os custos do tempo de trabalho dos técnicos e eletricidade, entre outros, cujo valor não especificou.

O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, revelou hoje, no parlamento, que os testes à covid-19 vão começar a ser feitos localmente na ilha do Sal até final deste mês e um quarto laboratório será instalado na Boa Vista.

Segundo o chefe do Governo, o objetivo é reforçar a capacidade de diagnóstico, dar segurança à população e reduzir os constrangimentos do envio das amostras para análise noutras ilhas.

Cabo Verde regista um acumulado de 999 casos de covid-19, desde 19 de março, dos quais oito óbitos, dois doentes transferidos para os seus países, 562 recuperados, fazendo com que o país tenha neste momento 427 casos de infeção ativa.

 Os casos acumulados foram registados nas ilhas de Santiago (777), Sal (147), Boa Vista (57), São Vicente (12), Santo Antão (04) e São Nicolau (02). 

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 477 mil mortos e infetou mais de 9,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

 Em África, há 8.618 mortos confirmados em mais de 324.500 infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!