Russos querem vender múmia de Lenin para pagar coronavírus

por Fernanda Mira

China e Vietnam estão interessados na compra, afirma líder ultranacionalista.

Rússia está dividida sobre o que fazer com o corpo de Lênin, exibido na Praça Vermelha desde 1924. O coronavírus deu um pretexto para aqueles que querem “se livrar” de sua múmia: vender o corpo para pagar a conta do coronavírus.​

Vladimir Zhirinovsky, líder do partido ultranacionalista do LDPR (segunda força de oposição na Rússia), é quem impulsiona a iniciativa, que até agora não recebeu apoio de outros grupos.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!