Início Angola Dezanove crianças morrem em Angola à espera de ventiladores

Dezanove crianças morrem em Angola à espera de ventiladores

Nos últimos dias, o banco de urgências do Hospital Pediátrico David Bernardino tem recebido muitas crianças em estado grave, com síndrome febril ictérico e hemorrágico, necessitando de ventilador para respirarem, segundo denúncia feita pelo presidente do SINMEA, Adriano Manuel. Em dois dias, registaram-se 19 óbitos porque todos os ventiladores estavam ocupados

A denúncia do presidente do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA), Adriano Manuel, surge pelo facto de, segundo ele, estar-se a ver um virar de atenções para a prevenção e combate à Covid-19 e um relaxamento, por parte do Ministério da Saúde, para as outras doenças que enchem os bancos de urgências e fazem muito mais vítimas mortais no nosso país.

Em dois dias, o banco de urgências do Hospital David Bernardino registou 19 óbitos, de crianças que entraram graves e necessitavam de ventiladores. Não foi possível socorrer estas crianças porque todos os ventiladores nos cuidados intensivos estavam ocupados.

Leia mais em O País

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!