SARS-CoV-2 detetado em ruas e imóveis próximos a hospitais - Plataforma Media

SARS-CoV-2 detetado em ruas e imóveis próximos a hospitais

O novo coronavírus pode permanecer em ruas e até no interior dos edifícios por tempo indeterminado, mostrando que o risco de contágio é substancialmente maior do que o julgado até agora, revela a conclusão de um estudo publicado na revista Nature.

Partículas de SARS-CoV-2 em suspensão foram detetadas nas áreas ao redor de dois hospitais em Wuhan, na China. Concentrações diferentes do vírus foram encontradas também no comércio local próximo aos hospitais, um deles de campanha.

Ainda assim, os cientistas chineses autores da investigação, não puderam ainda determinar o potencial real de infeção do SARS-CoV-2 quando em suspensão no ar. Após as experiências, as conclusões destacaram que o número de amostras analisado é, na verdade, pequeno, mas a descoberta é importante o suficiente para, mais uma vez, alertar para o uso de máscaras e para a necessidade de se evitarem multidões, bem como manter uma ventilação das áreas fechadas e realizar desinfeção cuidadosa de todos os ambientes.

Para já, está provado que o novo coronavírus transmite-se através do contacto próximo com pessoa infetada, no contacto com superfícies contaminadas e ainda por meio da inalação de partículas libertadas pela respiração ou fala de pessoa portadora do SARS-CoV-2.

O estudo foi realizado pela equipe de Ke Lan, da Universidade de Wuhan. Eles coletaram 40 amostras de 31 lugares.

Related posts
Lifestyle

Estudo indica que agilidade mental das mulheres pode acelerar com caminhadas

ChinaMacau

Lei Chan U diz que gestão da pandemia está “desligada da realidade”

Lifestyle

Ansiedade social causa danos no sistema imunológico

ChinaPolítica

Escola em Hong Kong busca voluntários para se confinar antes de visita de Xi Jinping

Assine nossa Newsletter