MOODY’S ADVERTE PARA EFEITOS DA QUEDA DE RECEITAS NO JOGO - Plataforma Media

MOODY’S ADVERTE PARA EFEITOS DA QUEDA DE RECEITAS NO JOGO

 

A descida nas receitas do jogo em Macau no ano passado é negativa para a economia e prejudica a análise de crédito, considerou a agência norte-americana de notação financeira Moody’s num relatório divulgado esta semana.

De acordo com uma análise da agência de ‘rating’, uma das três maiores do mundo, “a descida nas receitas é negativa para o Governo do ponto de vista da análise de crédito, dado que a indústria do jogo tem um papel central na contribuição para a forte posição das contas públicas e da posição externa” de Macau.

Na análise, os peritos da Moody’s sublinharam que apesar da queda das receitas (30,4% em dezembro face ao período homólogo de 2013 e 2,6% no conjunto do ano), o que aconteceu pela primeira vez desde 2002, a região tem argumentos para manter uma sólida posição financeira.

“Apesar da diminuição das receitas do setor do jogo irem prejudicar a economia e as finanças públicas de Macau, os seus ativos financeiros substanciais, a falta de dívida pública e os altos níveis de reservas oferecem uma almofada orçamental suficiente”, considerou a Moody’s na nota de análise.

A economia de Macau está assente nos serviços com o setor do turismo, especialmente o jogo em casino, a afirmar-se como a principal fonte de receita pública devido aos impostos diretos de 35% cobrados sobre as receitas brutas apuradas nos espaços de jogo e de 4% de indiretos canalizados para fins diversos como a promoção turística.

A indústria do jogo representa 46% do Produto Interno Bruto, seguido do setor imobiliário, com 9%.

Os analistas e comentadores atribuem a queda das receitas de jogo à campanha anticorrupção que está a ser levada a cabo na China, e que afeta diretamente o volume de investimento dos jogadores chineses nos casinos macaenses.

As receitas devem, acrescentou a Moody’s, “continuar pressionadas à medida que a indústria do jogo atinge a maturação e enquanto a campanha anticorrupção se mantiver na China”.

O Presidente chinês, Xi Jinping, reconheceu aliás esta realidade quando visitou o território em meados do mês passado, exortando as autoridades a apostarem na diversificação económica para contrabalançar a excessiva dependência do setor do jogo, que sustentou crescimentos de 14,3% do PIB, em média, entre 2009 e 2013.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter