CHINESES ATACAM NOVO BANCO E BESI - Plataforma Media

CHINESES ATACAM NOVO BANCO E BESI

 

O Fuson quer o Novo Banco, que poderá vender o BESI ao Haitong, terceiro banco chinês de investimento. 

 

O presidente do Novo Banco considerou uma eventual oferta do grupo chinês Fosun “uma excelente notícia”, por revelar interesse na instituição.

Questionado sobre a eventual oferta para compra do banco pelo grupo chinês Fosun, Eduardo Stock da Cunha referiu que “qualquer oferta tem de ser dirigida ao Banco de Portugal” e não à gestão do Novo Banco.

Stock da Cunha recusou-se a comentar qualquer valor, depois de questionado sobre se o grupo chinês teria feito uma oferta de 4,30 mil milhões de dólares. Entretanto, a SIC e o Público noticiaram, também na quarta-feira que o BESI, detido pelo Novo Banco, vai ser vendido ao terceiro maior banco de investimento chinês, Haitong, faltando apenas a aprovação do Banco de Portugal, que gere o Fundo de Resolução, a entidade vendedora, e das autoridades europeias.

Admite-se que o negócio ronde os 615 milhões de dólares. As regras do Fundo de Resolução que gere o Novo Banco, que detém 100% do BESI (Banco Espírito Santo Investimento), exigem que todas as transacções acima de 100 milhões de euros (123 milhões de dólares, ao câmbio atual) têm de passar supervisor antes da sua concretização.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter