Israel pede novas negociações para troca de reféns e “calma sustentável” em Gaza

Israel propôs hoje a mediadores egípcios e do Qatar retomar as negociações para acordar a troca de reféns e discutir a demanda do grupo islâmico Hamas por uma “calma sustentável” em Gaza.

por Gonçalo Lopes

A informação está a ser avançada pela agência de notícias espanhola EFE com base numa fonte de segurança egípcia.

Segundo a fonte, a nova proposta israelita inclui a vontade de discutir a exigência do Movimento de Resistência Islâmica Hamas de chegar a uma “calma sustentável” no enclave palestiniano.

Já o grupo palestiniano tem defendido que essa calma só será possível com a cessação total dos ataques e um cessar-fogo permanente.

A EFE acrescenta que a nova proposta israelita inclui “uma vontade de discutir a exigência do Hamas de uma ‘calma sustentável’ na Faixa de Gaza”, bem como uma “vontade de ser flexível” quanto ao número de detidos a libertar na primeira fase humanitária do acordo.

A fonte sublinhou que se trata de “uma proposta escrita e oficialmente atualizada”, que contém “bons pormenores sobre os princípios gerais” para se chegar a um possível acordo de libertação dos detidos em Gaza e que pode conduzir inicialmente a um cessar-fogo temporário para explorar uma “calma sustentável” numa fase posterior.

A mesma fonte acrescentou ainda que as conversações deverão ser retomadas na próxima semana em Doha, capital do Qatar.

Já uma fonte do Hamas reiterou que “não há negociações se estas não incluírem a cessação total da agressão, a retirada do (exército israelita) da passagem de Rafah e a reintegração da sua anterior administração”.

“A cessação definitiva da agressão em toda a Faixa de Gaza é o ponto de apoio e o início, e sem isso não haverá acordo”, acrescentou.

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!