“Têm atacado absolutamente tudo.” Radicais intensificam violência em Cabo Delgado

Há testemunhos de que a violência está agora por todo o lado na província mais pobre de Moçambique.

por Gonçalo Lopes

A violência não para em Cabo Delgado e as pessoas que vivem nesta província moçambicana estão de novo em fuga. A maioria acompanha os religiosos que fogem à violência dos radicais islâmicos.

Há testemunhos de que a violência está agora por todo o lado na província mais pobre de Moçambique. Os ditos jihadistas andam de aldeia em aldeia a matar, raptar e queimar tudo. Apesar de se identificarem como radicais islâmicos, gente do daesh, não há sinais de religião na forma como arrasam tudo por onde passam.

“Eles têm atacado absolutamente tudo. Têm atacado igrejas, têm atacado mesquitas. Há novos deslocados, há missionários também já deslocados. Outros missionários estão a fazer esse esse percurso no sentido de se protegerem e também protegerem a população”, contou à TSF uma religiosa, através de mensagem gravada.

Leia mais em TSF

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!