Dupla com poder de fogo na porta de saída do Benfica

Rafa e Di María já passaram da casa dos 30 anos, mas continuam a revelar qualidade, experiência e, particularmente, veia goleadora. Os dois são os melhores marcadores da equipa encarnada, registando mais de um terço (24) dos golos da formação de Roger Schmidt (69 golos). Um peso e influência que a águia deve perder em breve, já que, ao que tudo indica, a dupla prepara-se para abraçar outros desafios na próxima época.

por Gonçalo Lopes

Aos 30 anos, o atacante luso já assinou 13 tentos na presente temporada em 33 jogos (2790 minutos) e é o segundo elemento mais utilizado pelo técnico alemão. Depois de um mini ciclo de três jogos sem marcar, voltou a festejar frente ao Estrela da Amadora e Gil Vicente. Além disso, Rafa é também quem assina mais passes letais (11).

Já Di María leva 11 golos em 28 jogos (2266) e cinco assistências. Aos 35 anos, a contratação do argentino, aposta do presidente Rui Costa, tem dado frutos. No entanto, é crível que a estrela sul americana possa no final da temporada voltar à Argentina, nomeadamente ao Rosario Central, onde iniciou a carreira. As águias ainda mantêm alguma esperança de reter o avançado, por mais uma época, mas o ónus da decisão está do lado do jogador.

Leia mais em Jornal de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!