Início Macau Festival de Gastronomia termina com aumento de 40% em volume de negócios

Festival de Gastronomia termina com aumento de 40% em volume de negócios

O 23º Festival de Gastronomia de Macau, que esteve na Praça do Lago Sai Van durante 17 dias, contou com grande afluência por parte de residentes e visitantes. Chan Chak Mo, presidente do Comité Organizador do Festival de Gastronomia de Macau, calcula que o festival tenha recebido à volta de 300.000 a 400.000 pessoas, e que o volume de negócios aumentou 40 por cento em comparação com a edição de 2022.

Segundo Chan, o festival correspondeu às expetativas dos comerciantes e teve a sorte de contar com um clima favorável, sendo que o fluxo de visitantes também foi maior do que o registado durante a pandemia.

Cerca de 30 por cento dos gastos vieram de turistas, conforme demonstram os vários métodos de pagamento eletrónico utilizados no Festival. Estima-se que o volume de negócios tenha chegado aos 90 por cento do que se registou em 2019.

Muitos jovens comerciantes participaram no Festival de Gastronomia, com Chan a realçar que as gerações mais novas são mais criativas no design das bancas, o que atrai mais atenção dos visitantes. O deputado e empresário espera, assim, que mais comerciantes e marcas novas possam participar no próximo ano.

No que toca a festivais anteriores, Chan destacou que os quatro festivais onde participaram marcas japonesas tiveram o maior fluxo de visitantes. Por essa razão, a organização do Festival está a planear convidar mais comerciantes japoneses para o ano, de modo a enriquecer a atratividade do evento.

Nesta edição realizaram-se melhorias no tamanho das bancas de comida, foram disponibilizadas mais mesas e criaram-se corredores de passagem mais largos. O número geral de reclamações foi relativamente pequeno, com a maior parte das queixas a estarem relacionadas com filas de espera.

Chan quer continuar a melhor a experiência para o próximo ano, de forma a tornar o evento mais agradável, tanto para os comerciantes como para os clientes.

Do lado dos comerciantes, sobretudo aqueles que marcam presença no Festival há vários anos, reconhecem que o fluxo de pessoas aumentou significativamente em comparação com 2022, especialmente o número de turistas. Dizem que o volume de negócios foi muito maior que o do ano pasado – uma ou duas vezes mais. Confirmam também que se aproximaram das receitas obtidas no período pré-pandémico. Alguns vendedores confessam que tiveram de aumentar os seus stocks para corresponder à procura.

Já os residentes pediram para que no próximo ano os organizadores tragam mais espetáculos e atividades para as gerações mais jovens.

Artigo publicado no âmbito da parceria com o Macau Daily News

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!