Festival Internacional de Chocolate de Óbidos visitado por 120 mil pessoas

por Viviana Chan
Lusa

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos atraiu este ano 120 mil pessoas, divulgou hoje a organização num balanço da edição dedicada à Banda Desenhada e que aumentou a vertente formativa.

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos encerrou no último domingo sagrando-se, segundo o presidente daquela autarquia do distrito de Leiria, Filipe Daniel, como “um marco nos eventos a nível nacional” porque é, nesta época do ano, “um dos acontecimentos que mais público atrai para a região, capitalizando economicamente o concelho e o Oeste”.

Sob o tema Banda Desenhada, o certame foi, nesta edição, “visitado por mais de 120 mil pessoas”, divulgou hoje a Câmara de Óbidos, num balanço em que Filipe Daniel assume a satisfação “pelo crescimento em conteúdos e da oferta que o festival proporcionou”.

“Mais esculturas, mais ‘chefs’, mais receitas, mais produtos em chocolate e mais formação” são alguns dos fatores a sustentar confiança do autarca para as futuras edições do evento, que considera contribuir para que o público “tenha boas experiências, independentemente de onde vem e do que procura”.

Citado numa nota de imprensa, o administrador da empresa municipal Óbidos Criativa (organizadora do festival), Ricardo Duque, destacou “a qualidade dos ‘chefs’, os muitos concursos e a grande aposta num formato de evento onde a formação é, cada vez mais, importante”.

“O crescimento dos conteúdos ligados à gastronomia e à pastelaria, nomeadamente com o aparecimento de vários programas temáticos nos media, e a importância que os ‘chefs’ têm como influenciadores, fazem com que o festival acompanhe estas tendências”, explicou Ricardo Duque, acrescentando que a organização está “já a pensar em como trabalhar para continuar a surpreender”, quer os visitantes quer os profissionais que participam no festival.

O Festival Internacional de Chocolate decorreu entre os dias 10 e 26 de março, às sextas, sábados e domingos.

Com um orçamento de 250 mil euros, usou 25 toneladas de chocolate e contou com a participação de 57 ‘chefs’ de pastelaria e bombonaria, entre os quais Sahima Hajat, vencedora do programa MasterChef em Portugal.

O evento teve ainda uma forte componente formativa, tendo tido a presença, no Salão do Chocolate, de escolas da área da pastelaria e hotelaria, do Politécnico de Leiria, das escolas do Turismo de Portugal e da Escola Profissional da Nazaré, bem como, pela primeira vez, a École Ducasse, uma escola francesa de referência internacional na arte da pastelaria e confeitaria.

O certame contou ainda uma exposição de esculturas e a criação de esculturas ao vivo, várias demonstrações e apresentações de produtos.

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!