Ucrânia espera que China use influência junto da Rússia para acabar com guerra

por Gonçalo Lopes

O Ministério dos Negócios Estrangeiros ucraniano afirmou hoje que Kiev acompanha de perto a visita à Rússia do Presidente chinês, Xi Jinping, e instou-o a usar a sua influência sobre Moscovo para acabar com a guerra na Ucrânia.

“Esperamos que Pequim use a sua influência sobre Moscovo para colocar um fim na guerra de agressão contra a Ucrânia”, disse o porta-voz do Ministério ucraniano, Oleg Nikolenko, num comunicado divulgado hoje, após a chegada de Xi Jinping a Moscovo, para uma visita oficial de três dias.

Nikolenko lembrou que o ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano, Dmytro Kuleba, teve uma conversa telefónica na última sexta-feira com o seu homólogo chinês.

Nesta conversa com o responsável chinês, Kuleba reafirmou que o restabelecimento da integridade territorial ucraniana deve ser o “núcleo” de qualquer esforço diplomático.

“Estamos prontos para iniciar um diálogo mais estreito com a China para restaurar a paz na Ucrânia, de acordo com os princípios consagrados na Carta das Nações Unidas e com a última resolução da Assembleia-Geral das Nações Unidas sobre este assunto”, declarou o porta-voz ucraniano.

Xi Jinping terá hoje uma reunião informal com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, antes de negociações mais formais na terça-feira.

A China mantém uma posição ambígua em relação à guerra na Ucrânia. Por um lado, defende a integridade territorial ucraniana, mas, por outro, diz ter em consideração as alegadas preocupações de segurança da Rússia.

*Com Lusa

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!