Alvin Chau condenado a 18 anos de prisão - Plataforma Media

Alvin Chau condenado a 18 anos de prisão

Alvin Chau, antigo patrão da Suncity, foi condenado a 18 anos de prisão. Chau estava a ser julgado por exploração de jogo ilícito, associação criminosa, burla e branqueamento de capitais. Foi considerado culpado de todos os crimes excepto o de branqueamento de capitais.

Além disso, o antigo patrão da Suncity não foi condenado por 136 dos mais de 200 crimes de exploração de jogo ilícito em local autorizado, porque o tribunal considera que os crimes já prescreveram. Responde, assim, por 103 crimes. 

Além de Alvin Chau, também outros oito arguidos foram considerados culpados de associação criminosa, o crime com maior pena.

 A maioria dos 20 arguidos foram também considerados culpados e condenados a diferentes penas de prisão, alguns com pena suspensa.

O tribunal considerou ainda que Alvin Chau e outros cinco arguidos têm responsabilidade solidária com a Suncity no pagamentos de indemnizações à RAEM e às operadoras de jogo devido a danos causados pelas apostas paralelas. Foi ao tribunal que coube fazer as contas: a RAEM tem de receber 6,5 mil milhões de patacas.

A MGM vai receber 340 milhões, a Wynn 770 milhões, a Venetian 295 milhões, a Galaxy 550 milhões e a SJM 170 milhões de patacas. 

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter