“Liga saudita tem muita qualidade. CR7 não vai para lá comer tâmaras”

por Gonçalo Lopes

A transferência de Cristiano Ronaldo para o Al Nassr deverá ser oficializada ainda esta semana. Muito se tem falado da alegada menor dimensão da Liga daquele país para acolher um nome desta dimensão e da possibilidade de o craque português poder perder estatuto e projeção. Mas para quem conhece bem o Campeonato Saudita, nenhum destes cenários se coloca.

Marcelo Salazar, diretor desportivo do Al Nassr, comentou ontem com cautelas o negócio: “Não estou autorizado a dizer nem sim, nem não. Vamos aguardar e ver o desenrolar das coisas até ao final do ano. Como devem perceber esta é uma negociação que tem uma magnitude enorme, não só para o clube, mas para o país e para o futebol mundial, e que tem de ser conduzida por instâncias superiores.

O DN falou com Hélder Cristóvão, treinador português que trabalhou em três clubes sauditas, incluíndo o Al-Nassr, onde foi diretor-geral da formação, diretor desportivo e treinador interino, e Filipe Gouveia, que atualmente treina o Al-Hazm.

Leia mais em Diário de Notícias

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!