Preço das casas em Portugal subiu 1,9% em novembro - Plataforma Media

Preço das casas em Portugal subiu 1,9% em novembro

No mês passado, as casas ficaram mais caras em 17 capitais de distrito do país, com Vila Real, Viseu e Beja a liderar o ranking. Enquanto Lisboa continua a ser a cidade mais cara, com o metro quadrado a fixar-se nos 5145 euros, Portalegre é a mais económica, custando aquela unidade 644 euros.

Comprar casa em Portugal tem-se tornado uma tarefa cada vez mais difícil mês após mês, já que a oferta é escassa e os compradores estrangeiros continuam dispostos a pagar mais pelos imóveis, afastando a possibilidade de um travão na escalada dos preços. Em novembro, as habitações disponíveis no parque habitacional português encareceram 1,9% face ao mês anterior, aponta um estudo do Idealista.

No mês passado, o valor médio do metro quadrado (m2) fixou-se nos 2460 euros. Tendo em conta este número, a variação trimestral foi de 2,8% e a anual de 5,9%.

Segundo revela o portal imobiliário, o cenário foi visível em quase todo o território, com os preços das casas a subirem em 17 capitais de distrito, entre outubro e novembro. Enquanto Vila Real registou o aumento mais expressivo em todo o país (5%), Lisboa (1,2%) e Porto (0,5%) verificaram subidas abaixo da média.

No mesmo sentido, surgem Viseu (4,4%) e Beja (3,8%), com lugares no pódio, seguidos de Castelo Branco (2,5%), Santarém (2,4%), Ponta Delgada (2,4%), Guarda (2,3%), Braga (1,8%), Funchal (1,4%), Lisboa (1,2%), Viana do Castelo (1,2%), Bragança (1%), Évora (0,9%), Coimbra (0,8%), Setúbal (0,6%), Leiria (0,5%) e Porto (0,5%).

Leia mais em: Dinheiro Vivo

Assine nossa Newsletter