Início » Consumo de cocaína e drogas sintéticas a aumentar. Cartéis mexicanos atuam na Europa

Consumo de cocaína e drogas sintéticas a aumentar. Cartéis mexicanos atuam na Europa

Carlos Ferro

A Europa está a enfrentar um aumento do consumo, tráfico e produção de drogas. A cocaína é a segunda mais consumida — a seguir à canábis. Pandemia levou traficantes a adaptarem-se e a usar as redes sociais para vender. Investigações da Europol mostram que há cada vez mais uma ligação entre grupos criminosos do México e da Europa.

A maior parte da cocaína apreendida chega à Europa por via marítima.

O mercado europeu da cocaína está a registar níveis “sem precedentes” no que diz respeito ao tráfico, levando a que a disponibilidade desta droga esteja a atingir níveis “historicamente elevados”. Ao mesmo tempo as investigações da Europol mostram existir cada vez mais uma colaboração entre os grupos criminosos europeus e mexicanos, com estes a participarem no tráfico e produção de drogas sintéticas em território do Velho Continente.

Leia também: Polícia desarticula grupo criminoso que enviava drogas do Brasil para a Europa

Estas são duas das conclusões apresentadas na manhã desta sexta-feira num documento do Observatório Europeu da Droga e Toxicodependência (EMCDDA na sigla em inglês) onde são analisadas as tendências de produção e tráfico de droga no Continente.

Este relatório, que conta com a colaboração da Europol, incide sobre dois tipos de drogas: cocaína e metanfetaminas.

Leia mais em: Diário de Notícias

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!