Moçambique na lista de Biden para receber ajuda dos EUA -

Moçambique na lista de Biden para receber ajuda dos EUA

A nova estratégia da administração Biden foi elaborada com base numa lei aprovada pelo Congresso americano em 2019 e que estabelece que devem ser destinados 200 milhões de dólares anuais para planos de desenvolvimento que criem estabilidade a longo prazo.

Os países que vão beneficiar desses fundos são Moçambique, Haiti, Líbia, Papua Nova Guiné e cinco países da África Ocidental (Benim, Costa do Marfim, Gana, Guiné e Togo), foi anunciado pelo Presidente norte-americano.

Numa carta tornada pública pela Casa Branca, Joe Biden argumentou que os Estados Unidos devem ter uma posição de liderança no mundo e assumirem-se como “uma força pela paz e estabilidade”, assim como uma nação com que os outros governos possam trabalhar em conjunto.

Segundo o mesmo documento, esta nova estratégia representa uma reafirmação da liderança dos EUA para enfrentar os desafios actuais, entre os quais, a pandemia, a crise climática e a ascensão de autocracias que acreditam que a democracia “não pode prosperar no século XXI”.

Sobre esse aspecto, o Presidente norte-americano considerou que as imagens que chegam da Ucrânia são uma “lembrança” das consequências da guerra e da necessidade de se evitar a violência.

Por isso, Biden defende uma nova estratégia baseada em esforços de longo prazo, durante 10 anos, para trabalhar com a sociedade civil e os governos dos países abrangidos com o objectivo de “promover a estabilidade, o desenvolvimento económico, o respeito pelos direitos humanos e a igualdade de género”.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
AngolaSociedade

“Caçadores de óbito”, os truques para matar a fome em Luanda à custa dos funerais

MundoPolítica

Biden diz que Putin demitiu assessores que ocultaram desempenho militar

Economia

Biden ordena liberação de estoques de petróleo para baixar preço

MundoPolítica

Biden apoia 'fortemente' Israel após série de ataques

Política

Orçamento de Biden prevê aumento de impostos para ricos

Assine nossa Newsletter