Bolsonaro é intimado a depor à Polícia Federal como investigado

Bolsonaro é intimado a depor à Polícia Federal como investigado

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes intimou Jair Bolsonaro a depor nesta sexta-feira à Polícia Federal em Brasília, em uma investigação que busca apurar se o presidente divulgou documentos sigilosos indevidamente para questionar a confiabilidade do sistema eleitoral

Bolsonaro foi intimado a depor na polícia. O presidente, que enfrenta várias investigações, tinha até esta sexta-feira para escolher o dia e local do interrogatório, mas não o fez, segundo Moraes. Por isso, o ministro determinou a sua “intimação para que compareça no dia 28/01/2022, às 14h, para prestar depoimento pessoal na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal” em Brasília.

Leia também: Bolsonaro atuou para desinformar sobre sistema eleitoral

A investigação pela qual Bolsonaro foi intimado a depor nesta sexta-feira foi aberta em agosto de 2021, após o presidente divulgar em suas redes sociais um inquérito policial relacionado a um ataque ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018.

O presidente exibiu os documentos sigilosos em transmissão ao vivo e os divulgou em suas redes sociais para, supostamente, provar que o sistema de votação eletrônica utilizado desde 1996 no Brasil não é confiável, teoria na qual o presidente insiste, mas que nunca foi corroborada por nenhuma autoridade eleitoral, inquérito judicial ou órgão competente.

Artigos relacionados
AngolaPolítica

Presidente de Angola tem condições para convocar as eleições

AngolaPolítica

Autoridades estão a reprimir eventos da sociedade civil antes das eleições

BrasilPolítica

Bolsonaro anuncia parceria com Musk

BrasilPolítica

Gastos bilionários de dinheiro público leva a escândalo parecido com o dos anões do Orçamento

Assine nossa Newsletter