Bolsonaro espera ganhar votação para personalidade do ano da Time

Bolsonaro espera ganhar votação para personalidade do ano da Time

O Presidente brasileiro disse na quinta-feira que “espera ganhar” a votação para personalidade do ano da revista Time, que anualmente elege os mais influentes do mundo, nomeação que lidera com grande vantagem, graças ao apoio de apoiantes

Jair Bolsonaro, único brasileiro entre as mais de 50 personalidades do mundo propostas pela revista, conseguiu ficar em primeiro lugar na quinta-feira, com 76% dos votos, seguido por Donald Trump (39%), ex-presidente dos Estados Unidos e um dos maiores ídolos do mandatário do Brasil. Em terceiro lugar estão os profissionais de saúde, pela sua luta incansável contra a covid-19.

A grande vantagem conseguida pelo líder brasileiro deve-se aos votos dos seus seguidores que, segundo a imprensa local, se organizaram nos últimos dias pela plataforma Telegram para apoiar massivamente Bolsonaro.

“A revista Time vem fazendo uma sondagem que já faz há décadas. Personalidade do ano. São 100 pessoas. Eu estive entre as 100 pessoas em 2019 e 2020 e agora em 2021 estamos liderando”, disse o político durante a sua tradicional transmissão ao vivo nas redes sociais e através da qual convidou os seus seguidores a continuar a votar nele.

“A gente está disparado nisso aqui! Espero ganhar, se o merecer. Agradeço a quem votou em mim. Quem não votou tem essa oportunidade de votar nessa possível ‘Personalidade do Ano’”, afirmou.

Todos os anos a revista destaca a vida e obra de um homem, mulher, casal, grupo, ideia, lugar ou máquina que teve influência nos últimos 12 meses “para o bem ou para o mal” e o resultado deste ano será conhecido no dia 08 de dezembro.

Para a seleção, a revista oferece uma plataforma para que o público vote “Sim” ou “Não” nos candidatos propostos. No entanto, a Time reserva-se ao direito de fazer a seleção final, pelo que o inquérito que realiza é uma oportunidade para o público possa influenciar a escolha.

Não é a primeira vez que Bolsonaro aparece nas nomeações da Time. Em 2018 e 2019 esteve nomeado como personagem do ano, mas não venceu e em 2020 foi um dos 100 mais influentes do mundo, ao lado do “influencer” Felipe Neto, os únicos brasileiros escolhidos nessa lista.

O Presidente brasileiro, capitão aposentado da reserva e fervoroso defensor da última ditadura do Brasil, chegou ao poder em 01 de janeiro de 2019 e é mundialmente conhecido pelos seus comentários racistas, sexistas e misóginos, e por querer converter a Amazónia numa zona de “progresso” para o Brasil, apoiando a exploração económica da região.

Da mesma forma, o mandatário é um dos poucos líderes negacionistas da covid-19, a qual chegou a chamar de “gripezinha” e criticou as vacinas contra a doença.

Related posts
BrasilEntrevista

Relações entre Portugal e Brasil melhorarão num segundo mandato de Bolsonaro

BrasilPolítica

Bolsonaro desvaloriza candidaturas de Moro e Lula

BrasilPolítica

Partido Liberal reagenda filiação de Bolsonaro para 30 de novembro

BrasilPolítica

Bolsonaro nega objetivo eleitoral com aumento de ajudas sociais

Assine nossa Newsletter