Web Summit: Organização espera 40.000 participantes - Plataforma Media

Web Summit: Organização espera 40.000 participantes

Evento terá lugar em novembro

O presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, disse esta terça-feira esperar cerca de 40 mil participantes na edição deste ano da cimeira tecnológica, que tem lugar em Lisboa no início de novembro.

O cofundador da Web Summit salientou que, no início, a organização indicava que o número de participantes seria 10.000, depois nos últimos meses foi crescendo.

“E agora esperamos o máximo de 40.000 pessoas de todo o mundo”, acrescentou Cosgrave, que falava na conferência de imprensa sobre a edição 2021 da cimeira tecnológica, que decorre entre 01 e 04 de novembro.

Por sua vez, o ministro do Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, considerou o número de participantes esperados uma “excelente notícia para a economia e o país”.

Segundo o Jornal Económico, numa conferência de imprensa, o empreendedor irlandês Paddy Cosgrave, fundador e CEO da Web Summit, não quis comentar o resultado das eleições autárquicas de domingo, que puseram Carlos Moedas na presidência da Câmara Municipal de Lisboa, mas afirmou que a cidade de Lisboa vai continuar a ser bem servida.

“Tive oportunidade de trabalhar ao longo dos últimos com Fernando Medina e foi um excelente presidente da câmara. Conheço Carlos Moedas de quando ele era comissário europeu e eu tinha lugar no Conselho Europeu de Inovação. Lisboa está a ser bem servida e ficará bem servida no futuro”, afirmou.

O trabalho entre Paddy Cosgrave e Fernando Medina remonta a 2016, mas foi dois anos depois que o Governo, a Câmara Municipal de Lisboa e a empresa Connected Intelligence Limited assinaram um contrato relativo à organização do evento internacional em Portugal até 2028, mediante investimentos de 11 milhões de euros todos os anos (três milhões dos quais advêm do município e oito milhões do Executivo).

Carlos Moedas, líder do movimento Novos Tempos, contrariou as sondagens que apontavam para uma reeleição de Fernando Medina, do Partido Socialista (PS), e venceu a CML por uma diferença de cerca de 1.400 votos. O executivo camarário da capital irá agora contar com sete vereadores da coligação PSD-CDS (Novos Tempos), sete da coligação do PS com o Livre, dois do PCP e um do Bloco de Esquerda.

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter